segunda-feira, 18 de junho de 2012

domingo, 17 de junho de 2012

Férias para este verão



Um olhar mais atento para o que nos cerca 




Pondo de lado a hipótese, por circunstâncias conhecidas, de sair em gozo de férias, vamos olhar para o nosso concelho com olhos bem abertos. Paisagens de encantos vários e gentes de simpatia extrema bem justificam uma atenção mais atenta. Da nossa ria e do nosso mar vale sempre a pena falar, porque haverá recantos a descobrir, experiências a usufruir, riquezas a explorar. Vamos este mês por aí, sem precisar de muito dinheiro ou até sem ele. 
Passeemos pela borda-d’água, mergulhemos na laguna ou no mar em dias de calmaria. Utilizemos os trilhos assinalados pela Câmara Municipal de Ílhavo e descubramos o que há de antigo e de mais moderno, com a finalidade de compreender o porquê das coisas. Há folhetos bastante úteis que podemos encontrar nos Postos de Turismo, onde os houver, sobretudo nas zonas balneares do nosso município. E assim, mais esclarecidos poderemos ficar sobre o que é nosso. 
Todavia, não vamos supor que já sabemos e conhecemos tudo, porque não é verdade. Somos muitas vezes uns puros analfabetos acerca do que nos envolve, optando, vezes sem conta, por outras terras e outras gentes e desprezando as nossas realidades quotidianas e históricas. 


Para caminhadas saudáveis 




Importa desfrutar neste verão as riquezas do património natural do nosso concelho. Os trilhos já definidos são excelentes formas de sensibilização e educação ambiental, que urge promover. Podemos escolher à vontade: 

- “Entre a Ria e o Mar”; 
- “Costa Nova”; 
- “Entre a Ria e a Floresta”; 
- “Cidade de Ílhavo”; 
- “Rota das Padeiras”; 
- Jardim Oudinot; 
- Mata da Gafanha, com marcas da sua história e com o Santuário de Schoenstatt, um lugar onde é bom estar. 

Nota: Podemos inventar percursos alternativos aos indicados, segundo os nossos gostos, que espaços e temas não faltam. O uso da bicicleta, em muitas visitas, é recomendável. 


Visitas Obrigatórias 




- Museu Marítimo de Ílhavo, com as celebrações dos 75 anos da sua existência; 
- Farol da Barra, em dias de visitas programadas ao varandim; 
- Forte da Barra, com o objetivo de tentar conhecer a sua história; 
- Navio-museu Santo André, com a sua história da pesca do bacalhau, explicada ao pormenor por tripulantes; 
- Exposições no Museu Marítimo, nos Centros Culturais de Ílhavo e Gafanha da Nazaré 


Festas 




- Espetáculos diversos nos Centros Culturais de Ílhavo e Gafanha da Nazaré 
- Marchas Sanjoaninas: Gafanha da Nazaré, 16 de junho, frente à Junta de Freguesia; Costa Nova, 22 de junho, junto ao mercado; Ílhavo, 23 de junho, Pavilhão Adriano Nordeste. 
- Festas Paroquiais, todas bem conhecidas das nossas gentes. 


Para horas de descanso 




- Frequentar as nossas praias: Barra, Costa Nova e Jardim Oudinot, na certeza de que encontramos ambientes a condizer com as necessidades que sentimos de fuga ao mundo barulhento que frequentemente nos envolve; 
- Ler na Biblioteca Municipal de Ílhavo, apostando em obras recentes, ou não, de autores da nossa terra; 
- O mesmo nos polos daquela biblioteca, nomeadamente, na Gafanha da Nazaré; 

Nota: Está ao alcance de cada um requisitar livros para ler em casa.

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Festival de Folclore


Festival de Folclore da Gafanha da Nazaré 

volta ao Largo 31 de Agosto




No próximo dia 7 de julho vai realizar-se, na nossa terra, o XXIX Festival Nacional de Folclore, com organização do Grupo Etnográfico da Gafanha da Nazaré (GEGN). Este ano, o festival volta a ter como palco o Largo 31 de Agosto, bem no centro da freguesia, com o Grupo de Danças e Cantares de Serzedo, Grupo Típico O Cancioneiro de Castelo Branco, Grupo de Danças e Cantares Fonte da Senhora, Rancho dos Soutos da Caranguejeira de Leiria e Grupo Etnográfico da Gafanha da Nazaré.
A receção aos Grupos e Ranchos convidados será pelas 17 horas, seguindo-se a já habitual visita à Casa Gafanhoa, que inclui a cerimónia de boas-vindas e entrega de lembranças.
O GEGN oferece depois um jantar na Escola Básica 2/3 da Gafanha da Nazaré aos participantes e convidados, iniciando-se o festival pelas 21.30 horas. Esta é mais uma iniciativa do nosso Grupo Etnográfico, que bem alto e bem longe tem levado as tradições dos nossos antepassados, preservando, assim, o património histórico e cultural dos gafanhões.

sábado, 9 de junho de 2012

JORGE RIBAU BRINDA-NOS COM A CHORA

Receita O prato  A nossa gastronomia tem muito mérito com muitos sabores, mas tem estado um pouco esquecida, por culpa, nat...